Arquivo de etiquetas: luiz oosterbeek

Prémios NA: O Médio Tejo passou por aqui

A primeira edição dos Prémios NA realizou-se no dia 12 de Junho, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, e premiou quem e o que melhor se faz no Médio Tejo.
Fel, banda de Abrantes, atuou no evento e deixou a plateia curiosa com a sua qualidade.
(FOTOS)

_DSC0998

_DSC1002

_DSC1014

_DSC1018

_DSC1020

_DSC1024

_DSC1027

_DSC1039

_DSC1042

_DSC1044

_DSC1063

_DSC1065

_DSC1070

_DSC1076

_DSC1077

_DSC1078

_DSC1082

_DSC1091

_DSC1093

_DSC1095

_DSC1101

_DSC1103

_DSC1110

_DSC1114

_DSC1124

_DSC1131

_DSC1134

_DSC1155

_DSC1173

_DSC1175

_DSC1178

_DSC1179

_DSC1182

_DSC1212

_DSC1213

_DSC0937

_DSC0943

_DSC0956

_DSC0961

_DSC0965

_DSC0966

_DSC0967

_DSC0972

_DSC0987

_DSC0990

Anúncios

Mação: Seminário juntou especialistas internacionais em Mação

Durante dez dias, de 19 a 28 de Março, o Seminário Intensivo “Gestão Integrada do Território Cultural para a Sustentabilidade Local e Global”  juntou mais de meia centena de estudantes e cerca de 30 docentes, de 20 nacionalidades e várias áreas de formação em Mação. O Instituto Terra e Memória homenageou o município de Mação e ambos assinaram um protocolo de colaboração com a Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Está também em marcha o primeiro  programa de colaboração entre Portugal e a China, no âmbito das Humanidades.

_DSC1075

O seminário realizou-se no âmbito do Apheleia, um projecto que resulta da parceria de 18 entidades entre elas o Instituto Politécnico de Tomar, o Instituto Terra e Memória (ITM), a Comunidade Internacional do Médio Tejo o Município de Mação, o Centro de Geociências da Universidade de Coimbra e instituições internacionais.

Foram oito as Universidades internacionais representadas nos trabalhos que se debruçaram sobre as políticas estratégicas de desenvolvimento para a região do Médio Tejo sendo que um dos objectivos do seminário foi o envolvimento de especialistas de diversas áreas, não se cingindo apenas a profissionais da arqueologia e ciências sociais, por forma a perceber melhor de que forma se pode intervir eficazmente no território.

Estudantes, investigadores e especialistas das áreas da antropologia, etnografia, gestão do património, geografia, geologia, urbanismo, arquitectura, planeamento, engenharia ambiental, economia, finanças e comunicação, foram chamados à discussão numa iniciativa do ITM e do Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo.
Por Mação, concretamente pelo Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira, passaram, entre outros, Miguel Pombeiro, Secretário Executivo da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, e uma delegação chinesa, composta por elementos do governo chinês e membros da Academia Chinesa de Ciências Sociais com os quais o ITM encetou uma parceria para a criação do primeiro programa de colaboração entre Portugal e a China, no âmbito das Humanidades.
O Seminário foi igualmente composto por workshops, aulas de campo em Mação e visitas de estudo (ver peça ao lado).

Um dos objectivos do seminário foi o envolvimento de especialistas de diversas áreas, por forma a perceber melhor de que forma se pode intervir eficazmente no território.

Câmara Municipal de Mação homenageada. O ITM homenageou o município no dia 27, durante os trabalhos do seminário, através de Vasco Estrela, presidente da autarquia. A homenagem justificou-se, segundo o ITM, “pelo contínuo investimento (do município) no desenvolvimento territorial de Mação, do Médio Tejo e de Portugal, manifestado através das estratégias de gestão da educação, da valorização florestal, da qualidade de vida da terceira idade e da afirmação local e internacional do património cultural”. Para o ITM, o papel da câmara é decisivo “na criação, em Mação, de um centro de referência internacional em património cultural e gestão integrada do território, consubstanciada na criação do ITM e construção de projectos que nesta altura se desenvolvem em 14 países de quatro continentes”.

Já Vasco Estrela, agradeceu em nome do município, “é uma homenagem do município, é do concelho e das pessoas que compõem este território. Tenho dito muitas vezes que este projecto que está a ser desenvolvido pelo Museu, pelo ITM, pelos parceiros todos que connosco têm trabalhado é extraordinário para o concelho, para a região e espero que o seja também para Portugal. A Câmara de Mação foi distinguida hoje sendo que eu, enquanto presidente, sinto uma gratidão por reconhecerem o trabalho que a Câmara tem desenvolvido e o apoio que tem dado, mas quem também devia homenagear o ITM e todas as pessoas é o município de Mação”.
Numa referência ao trabalho realizado por Luiz Oosterbeek – Director Científico do Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo – e sua equipa, Vasco Estrela voltou a repetir que “o trabalho desenvolvido tem sido extraordinário” e agradeceu “tudo o que têm feito pelo concelho”.

A Câmara Municipal, o ITM e a Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa celebraram um Protocolo de Colaboração, que visa a regulação de uma parceria entre as instituições com vista à realização de Estudos e Projectos a desenvolver por estudantes e docentes do Mestrado em Design de Equipamento da Faculdade, enquadráveis no âmbito das actividades de investigação promovidas pelo ITM para a valorização cultural do património e gestão integrada do território no Município de Mação.

A Faculdade de Belas-Artes poderá fomentar a produção de conhecimento científico e estudos na área do design e da Cultura Material através de projectos de Curadoria de Design e Museografia em Exposições e outras acções através desta parceria com instituições culturais e/ou responsáveis pela conservação, valorização e disseminação do património e da cultura material nacional. A Câmara Municipal de Mação e o ITM poderão vir a usufruir dos conteúdos estratégicos em matéria de Design que a Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa se encontra em condições de produzir.

_DSC1091

_DSC1085

TEXTO&FOTOS: Ricardo Alves