Arquivo de etiquetas: 25 de abril

VN Barquinha: 25 de Abril com calor e muita animação

cartaz_com_25abril

As celebrações do 25 de Abril em Vila Nova da Barquinha vão oferecer desporto, música, animação e as tradicionais cerimónias oficiais. Consulte o programa para um dia que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê temperaturas de 26 graus de máxima e com o sol a espreitar por entre poucas nuvens.

25 abril_VNB

25 de Abril (segunda feira)

09h00 | Praça da República Hastear da Bandeira seguido de concerto pela Banda de Música dos Bombeiros Voluntários Barquinha 09h30 | Parque Ribeirinho Corrida da Liberdade 10h00 – 12h00 | Parque Ribeirinho Workshop de Canoagem (Clube Náutico Barquinhense) 14h00 – 19h00 | Parque Ribeirinho Insufláveis + Ateliers infantis (Cravos de papel / Espaço dos Adereços e Pinturas Faciais / Ateliê grupo Arregaita 16h00 | Igreja Matriz de Vila Nova da Barquinha Grupo Coral de Tancos 17h00 | Auditório do Centro Cultural Grupo Barquinha Saudosa Entrada livre Promotor: Município de Vila Nova da Barquinha sensorial) 15h00 | Auditório do Centro Cultural Arruada seguida de Concerto Musical – Músicas de intervenção pelo grupo Arregaita 16h00 | Igreja Matriz de Vila Nova da Barquinha Grupo Coral de Tancos 17h00 | Auditório do Centro Cultural Grupo Barquinha Saudosa
Entrada livre
Promotor: Município de Vila Nova da Barquinha

VN Barquinha: Município celebra dia da Liberdade com muitas actividades

cravo_abril_shutterstock_128425613-712x435

As comemorações do dia 25 de Abril em Vila Nova da Barquinha realizam-se em dois dias, 25 e 26 de Abril com as habituais cerimónias oficiais mas também muita animação. Confira o programa completo.

PROGRAMA

DIA 25 DE ABRIL (SÁBADO)

 09h00 | Praça da República

Hastear da Bandeira seguido de concerto pela Banda de Música dos Bombeiros Voluntários Barquinha

 09h30 | Parque Ribeirinho

Corrida da Liberdade

 10h00 – 12h00 | Parque Ribeirinho

Workshop de Canoagem (Clube Náutico Barquinhense)

 10h30 | Parque Ribeirinho

Spinning Bike

 15h30 | Auditório do Centro Cultural

Arruada seguida de Concerto Musical – Músicas de

intervenção pelo grupo Arregaita

 16h00 – 22h00 | Quinta das 3 Ribeiras

Mostra de artesanato “Dia da Liberdade”;

Atividades desportivas: Cycling e GAP (inscrições obrigatórias)

20h30 | Quinta das 3 Ribeiras

Jam Session

23h30 | Quinta das 3 Ribeiras

Concerto Silk and Friends (Elementos da Banda Cais Sodré Funk Connection)

DIA 26 DE ABRIL (DOMINGO)

11h00 | Junto ao CIEC

Concentração de Automóveis Clássicos e Originais

14h30 | Junto ao CIEC

Prova de Perícia Automóvel: Troféu Nacional,

Troféu Clássicos e II Troféu do Médio Tejo (Slalom Clube

de Portugal)

16h00 | Igreja Matriz de Vila Nova da Barquinha

Atuação do Grupo Coral de Tancos

 16h30 | Auditório do Centro Cultural

Actuação do grupo Barquinha Saudosa

Cem Soldos: Festival Por Estas Bandas no dia 25 de Abril

cartaz digital_FPEB

No próximo sábado, a Associação SCOCS celebra o 25 de Abril com a quarta edição do Festival “Por Estas Bandas”. Nessa noite, dedicada à música e ao espírito independentes, sete projectos musicais de Cem Soldos (Tomar) e Leiria apresentam as suas propostas, dando provas da vitalidade da música portuguesa na Região Centro.

O pólo de produção local é representado por três projectos que interpretam as diferentes linguagem do rock, que passam por um registo mais puro dos T.Urbano, as propostas indie dos just Under e o som mais progressivo dos Lodo.

De Leiria, “Por Estas Bandas” traz-nos as composições invulgares de Surma, resultado da mistura das linguagens do jazz com o post-rock, eletrónica e noise, a força primal do rock dos Twin Trasnsistors e a originalidade dos Les Crazy Coconuts, que juntam sapateado ao aparato instrumental da banda. Depois dos concertos, o festival conta ainda com a prestação do Dj Set Omnichord Records Sound System.

O Festival “Por Estas Bandas”, é um festival de bandas de garagem que aposta na divulgação de projectos musicais de produção independente, e no encontro de artistas em várias fases desenvolvimento dos seus projectos. A iniciativa alinha-se com os objectivos da Associação SCOCS na promoção da música portuguesa, reforçando o papel do concelho da dinâmica cultural da região e do país. E fazendo, deste sábado, uma oportunidade imperdível para conhecer de perto os movimentos mais emergentes da música nacional.

Festival POR ESTAS BANDAS, 25 de Abril, 21h30. Sede Associação SCOCS, Cem Soldos. Consumo mínimo obrigatório.

Abrantes: Uma das empreitadas mais “difíceis” de Abrantes chega ao fim com inauguração do novo Mercado Municipal

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No dia 25 de Abril, a cidade de Abrantes vai ter novo espaço no centro histórico, uma das obras que mais vezes foi notícia em anos recentes, fosse pelos atrasos causados pelas dificuldades financeiras da empresa às quais a obra foi adjudicada, fosse pelas críticas à arquitectura do mesmo. A inauguração, no próximo sábado pelas 10h00, acontece dois anos depois do previsto, tendo a construção do novo mercado iniciado em Março de 2010. Antes, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) havia encerrado o antigo edifício, datado de 1933.

As dificuldades encontradas durante os últimos cinco anos foram ultrapassadas e o centro histórico de Abrantes vai ter ao dispor da comunidade um moderno equipamento, com um custo de cerca de 1.1 milhões de euros, de cinco pisos, com elevador interno e escadaria exterior, tem ligação pedonal entre o Largo 1º de maio e a Rua Nossa Senhora da Conceição. O novo Mercado Municipal inclui um posto de turismo/recepção, vestiários e instalações sanitárias, uma cafetaria, padaria, pastelaria, floristas, talhos e peixarias, e ainda cerca de três dezenas de bancas, para venda de produtos alimentares, nomeadamente hortícolas e fruta.

Até à data, e depois do encerramento do antigo mercado, a escassas dezenas de metros do agora inaugurado, os comerciantes foram provisoriamente instalados noutros espaços. É o muito aguardado fim da empreitada que segundo Maria do Céu Albuquerque, presidente do município abrantino, em declarações à Agência Lusa “foi a empreitada mais difícil” da sua vida autárquica.

RA