Na edição de Abril do NA, Patrícia Matos, jornalista da TVI, responde ao nosso questionário

Questionário PM

Anúncios

Portugal2020: 164 municípios com direito a cuidados especiais

A lista foi elaborada e aprovada pelo Governo. O país da baixa densidade e em risco de desertificação vai ter direito a cuidados especiais sendo que 164 municípios, incluindo oito dos 13 que integram a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, terão privilégios especiais no acesso aos fundos estruturais no período até 2020

O governo aprovou no final do mês de Março as fronteiras entre os 164 municípios em risco de desertificação e o país com algum músculo demográfico e económico. Na notícia avançada pelo jornal “Público”, aponta que o Portugal do interior mudou de nome e chama-se agora o Portugal dos territórios de baixa densidade.
Abrantes, Constância, Ferreira do Zêzere, Mação, Vila de Rei, Vila Nova da Barquinha, Sardoal e Sertã, oito dos 13 concelhos integrantes da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, fazem parte desta lista. Fora dela, seguindo a lógica de um mapa claramente desequilibrado perante a proximidade com a litoral do país, ficam Alcanena, Torres Novas, Entroncamento, Tomar e Ourém.
A lista dos 164 municípios foi aprovada pela Comissão Interministerial de Coordenação do programa Portugal 2020, que reúne representantes de todos os ministérios, e o mapa resulta de uma proposta da Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP), numa tentativa de acabar com as diferentes interpretações que existem sobre a faixa do território nacional afectada pelo despovoamento, a desertificação, o envelhecimento e falta de dinâmica económica.
Ao “Público”, Manuel Castro Almeida, secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, disse esperar que o novo mapa “sirva de base para o futuro”, até porque “nunca se tinha feito este trabalho”.
O Governo definiu três fórmulas para discriminar favoravelmente os municípios sinalizados, nomeadamente com a criação de programas aos quais só eles poderão concorrer, de bonificações na apreciação das candidaturas e, no caso de um investimento privado, haverá lugar a uma bonificação de 10% face aos valores praticados nas outras áreas do país.

Cinco indicadores. A densidade populacional pesa 50% na análise aos municípios, depois com 10%, foram tidos em conta cinco outros indicadores, no caso o “perfil territorial”, que analisa questões como o uso do solo; o “perfil demográfico” que atende a factores como a variação populacional ou o peso dos idosos e dos jovens na pirâmide demográfica; o “perfil povoamento”, que observa as percentagens da população rural e urbana; o “perfil socioeconómico”, que atende a critérios como o rendimento médio mensal ou o peso da população com o terceiro ciclo do ensino básico; e o “perfil acessibilidade” que considera as condições de acesso à sede do concelho, à capital do distrito ou à capital regional, lê-se na notícia avançada pelo “Público”.

Os territórios de baixa densidade chegam ao litoral alentejano (com excepção de Sines) e algarvio e abrangem todas as capitais de distrito do “interior”, com excepção de Viseu. As diferenças dentro do país são elucidadas através dos extremos que o novo mapa evidencia, enquanto Alcoutim tem 5,1 habitantes por km2, a Amadora, por exemplo, tem 7363.
Apesar de não saber ainda o volume dos financiamentos, apenas que é maior que o QREN, o secretário de Estado acredita “muito” em pequenos investimentos, feitos à escala local, que tenham como ponto de partida a “valorização dos produtos locais prometendo que, para estes, “há bastante dinheiro”

RA

VN BARQUINHA: Construção do Intermarché já foi iniciada e abertura está prevista para Agosto

Após avanços e recuos, eis que a obra começa. Prevê-se que a conclusão dos trabalhos demore cinco meses. Entretanto, outros empreendimentos estão em fase de conclusão na vila 

20150325_153936

Está em curso a construção da superfície comercial Intermarché em Vila Nova da Barquinha (VNB) e segundo as previsões da empresa responsável pela obra a mesma estará pronta até Agosto. A construção inclui o novo hipermercado, bombas de combustível e ainda uma zona de estacionamento que será criada num outro terreno de olival a norte do terreno.

A empresa responsável peça obra é a “Gadanha Empreiteiros”, sediada em Penela, e Isaac Gadanha, responsável pela obra, contou ao NA que já se procedeu à remoção de parte da estrutura da antiga Valura, no topo do terreno.

Isaac Gadanha contou também que após a limpeza do terreno se procedeu ao início dos trabalhos de escavação no dia 27 de Março. Ao todo, no pico dos trabalhos, estarão alocados cerca de 40 trabalhadores.

Já o empresário responsável pelo empreendimento, que migrou para a região centro do país vindo do norte, para apostar em VNB, declarou-se confiante nos trabalhos e prazos sendo no entanto prudente perante quaisquer entraves que normalmente surgem. O promotor do projecto confirmou ao NA que serão entre 30 a 40 os postos de trabalho criados e avançou que o processo de recrutamento ainda não se realizou, “ainda é cedo”, afirmou.

Presidente da autarquia satisfeito. Fernando Freire expressou ao NA a sua satisfação pelo avanço do projecto que está “a decorrer a bom ritmo”. O presidente da Câmara Municipal de VNB destacou a localização do novo empreendimento comercial, uma zona de forte investimento da autarquia e que se situa na rotunda de ligação à cidade do Entroncamento. Freire realçou ainda o facto de a vila ser atractiva a investimentos afirmando-se satisfeito por ver crescimento em VNB.

Camas Turísticas triplicam. Ainda não se sabe muito sobre as datas de inauguração dos empreendimentos turísticos que, visivelmente, estão em avançada fase de construção na zona baixa da vila, mas é mais uma mudança importante a acontecer.

Ao todo, o concelho tem a perspectiva de triplicar a oferta de camas turísticas, nomeadamente com projectos em Limeiras (freguesia de Praia do Ribatejo), Tancos e na sede do concelho.
Em curso está também a reconversão da antiga escola Primária de VNB num moderna galeria de exposições, dando seguimento ao Mercado das Artes.

20150325_153931

TEXTO&FOTOS: Ricardo Alves

Mação: Seminário juntou especialistas internacionais em Mação

Durante dez dias, de 19 a 28 de Março, o Seminário Intensivo “Gestão Integrada do Território Cultural para a Sustentabilidade Local e Global”  juntou mais de meia centena de estudantes e cerca de 30 docentes, de 20 nacionalidades e várias áreas de formação em Mação. O Instituto Terra e Memória homenageou o município de Mação e ambos assinaram um protocolo de colaboração com a Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Está também em marcha o primeiro  programa de colaboração entre Portugal e a China, no âmbito das Humanidades.

_DSC1075

O seminário realizou-se no âmbito do Apheleia, um projecto que resulta da parceria de 18 entidades entre elas o Instituto Politécnico de Tomar, o Instituto Terra e Memória (ITM), a Comunidade Internacional do Médio Tejo o Município de Mação, o Centro de Geociências da Universidade de Coimbra e instituições internacionais.

Foram oito as Universidades internacionais representadas nos trabalhos que se debruçaram sobre as políticas estratégicas de desenvolvimento para a região do Médio Tejo sendo que um dos objectivos do seminário foi o envolvimento de especialistas de diversas áreas, não se cingindo apenas a profissionais da arqueologia e ciências sociais, por forma a perceber melhor de que forma se pode intervir eficazmente no território.

Estudantes, investigadores e especialistas das áreas da antropologia, etnografia, gestão do património, geografia, geologia, urbanismo, arquitectura, planeamento, engenharia ambiental, economia, finanças e comunicação, foram chamados à discussão numa iniciativa do ITM e do Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo.
Por Mação, concretamente pelo Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira, passaram, entre outros, Miguel Pombeiro, Secretário Executivo da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, e uma delegação chinesa, composta por elementos do governo chinês e membros da Academia Chinesa de Ciências Sociais com os quais o ITM encetou uma parceria para a criação do primeiro programa de colaboração entre Portugal e a China, no âmbito das Humanidades.
O Seminário foi igualmente composto por workshops, aulas de campo em Mação e visitas de estudo (ver peça ao lado).

Um dos objectivos do seminário foi o envolvimento de especialistas de diversas áreas, por forma a perceber melhor de que forma se pode intervir eficazmente no território.

Câmara Municipal de Mação homenageada. O ITM homenageou o município no dia 27, durante os trabalhos do seminário, através de Vasco Estrela, presidente da autarquia. A homenagem justificou-se, segundo o ITM, “pelo contínuo investimento (do município) no desenvolvimento territorial de Mação, do Médio Tejo e de Portugal, manifestado através das estratégias de gestão da educação, da valorização florestal, da qualidade de vida da terceira idade e da afirmação local e internacional do património cultural”. Para o ITM, o papel da câmara é decisivo “na criação, em Mação, de um centro de referência internacional em património cultural e gestão integrada do território, consubstanciada na criação do ITM e construção de projectos que nesta altura se desenvolvem em 14 países de quatro continentes”.

Já Vasco Estrela, agradeceu em nome do município, “é uma homenagem do município, é do concelho e das pessoas que compõem este território. Tenho dito muitas vezes que este projecto que está a ser desenvolvido pelo Museu, pelo ITM, pelos parceiros todos que connosco têm trabalhado é extraordinário para o concelho, para a região e espero que o seja também para Portugal. A Câmara de Mação foi distinguida hoje sendo que eu, enquanto presidente, sinto uma gratidão por reconhecerem o trabalho que a Câmara tem desenvolvido e o apoio que tem dado, mas quem também devia homenagear o ITM e todas as pessoas é o município de Mação”.
Numa referência ao trabalho realizado por Luiz Oosterbeek – Director Científico do Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo – e sua equipa, Vasco Estrela voltou a repetir que “o trabalho desenvolvido tem sido extraordinário” e agradeceu “tudo o que têm feito pelo concelho”.

A Câmara Municipal, o ITM e a Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa celebraram um Protocolo de Colaboração, que visa a regulação de uma parceria entre as instituições com vista à realização de Estudos e Projectos a desenvolver por estudantes e docentes do Mestrado em Design de Equipamento da Faculdade, enquadráveis no âmbito das actividades de investigação promovidas pelo ITM para a valorização cultural do património e gestão integrada do território no Município de Mação.

A Faculdade de Belas-Artes poderá fomentar a produção de conhecimento científico e estudos na área do design e da Cultura Material através de projectos de Curadoria de Design e Museografia em Exposições e outras acções através desta parceria com instituições culturais e/ou responsáveis pela conservação, valorização e disseminação do património e da cultura material nacional. A Câmara Municipal de Mação e o ITM poderão vir a usufruir dos conteúdos estratégicos em matéria de Design que a Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa se encontra em condições de produzir.

_DSC1091

_DSC1085

TEXTO&FOTOS: Ricardo Alves

INVESTIMENTO: Parceria entre seis associações leva produtos locais para o Intendente

Seis Associações de Desenvolvimento Local, em representação de 38 municípios, realizaram uma parceria para a criação de uma Loja no Intendente, em Lisboa, uma das zonas que maior fulgor tem granjeado nos últimos anos na capital portuguesa.

IMG_0586

A Loja do Intendente – Produtos e Territórios, foi visitada no dia 26 de Março e para além do parceiros das associações (CoraNE – Terra Fria Transmontana, a Terras de Sicó, a Pinhal Maior – Pinhal Interior Sul, a TAGUS – Ribatejo Interior, a ADER-AL – Alto Alentejo e a MONTE–ACE – Alentejo Centro) viajaram, até Lisboa os presidentes das Câmaras de Abrantes, Mação e Sardoal.

A loja vai ser inaugurada em Julho mas até lá ainda vai realizar-se um concurso para a concessão do espaço, o qual vai escolher o representante dos territórios rurais na capital. O concurso processa-se por ajuste directo por convite e com um aluguer mínimo mensal de 800 euros sendo que os interessados podem contactar a TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior, em Abrantes.

Pedro Machado, presidente da Turismo do Centro, também acompanhou a comitiva na visita às obras que após estarem concluídas deixarão uma loja agro-alimentar, uma cafetaria, zona expositiva e esplanada.

O projecto fica geograficamente integrado com o hostel, a residência de estudantes de Erasmus e o hotel de charme em construção, cooperando com as associações e projectos resultantes do Programa dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária do Município de Lisboa.

Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara Municipal de Abrantes, afirmou ao NA que a nova loja em Lisboa é uma oportunidade para aproveitar o fluxo turístico na cidade. “A nossa presença em mercados nacionais, de seis associações de desenvolvimento local, de 38 municípios, num local que é uma aposta da autarquia de Lisboa em dinamizar uma zona da cidade no âmbito do turismo reveste-se para nós de especial importância porque hoje chegam a Lisboa milhares de pessoas por dia, vindas de barco ou avião”.

A autarca abrantina disse também que esta aposta nos mercados nacionais é “essencial” porque “vai testar a capacidade de mostrar aos turistas, a quem visita Portugal, que há mais para além de Lisboa, que há um território imenso por descobrir cheio de potencialidades, cheio de produtos de qualidade, pronto para receber quem nos queira visitar”

IMG_0588

TEXTO: Ricardo Alves

FOTOS: dr

Bons Sons: Carlão no verão de Cem Soldos

Há mais adições ao cartaz do Festival Bons Sons que se realiza em Cem Soldos, Tomar, entre os dias 13 e 16 de Agosto. A Tó Trips, Retimbrar, Nice Weather For Ducks e Trêsporcento juntam-se Oco, Benjamin (ex-Walter Benjamin), Salto, Eduardo Raon, Carlão, Duquesa, Long Way To Alaska, Éme, Xaral Dixie, João Berhan, Criatura e Timespine.

A organização (SCOCS – Sport Clube Operário Cem Soldos) anunciou também a criação de um concurso destinado a arquitectos e designers, sob a designação Concurso Internacional de Ideias, em parceria com a plataforma IdeasForward. O objectivo é criar, na aldeia de Cem Soldos, um espaço de descanso e convívio durante o festival. O concurso iniciou-se no dia 17 de Março e decorre até dia 8 de Maio.

Os passes para o festival encontram-se à venda nos locais habituais, estando, em número limitado, ao preço de 25 euros até final de Abril. Até Junho passarão para 30 euros e em Agosto sobem para 35 euros.

pac-b110 (1)

Cem Soldos: Mais música anunciada para o Bons Sons 15 e está a decorrer um concurso para designers e arquitectos

10569045_10153707641709517_973126668104818771_n

Já há mais adições ao cartaz do Festival Bons Sons que se realiza em Cem Soldo0s, Tomar, entre os dias 13 e 6 de Agosto. Os primeiros nomes avançados foram Tó Trips, Retimbrar, Nice Weather For Ducks e Trêsporcento aos quais se juntam Oco, Benjamim (ex-Walter Benjamin), Salto e Eduardo Raon.

Juntamente com o anúncio destes concertos, a organização (SCOCS – Sport Clube Operário Cem Soldos) informou a criação de um concurso destinado a arquitectos e designers, sob a designação Concurso Internacional de Ideias, em parceria com a plataforma IdeasForward. O objectivo é criar, na aldeia de Cem Soldos, um espaço de descanso e convívio durante o festival. O concurso iniciou-se no dia 17 de Março e decorre até dia 8 de Maio.

Os passes para o festival encontram-se à venda nos locais habituais, estando, em número limitado, ao preço de 25 euros até final de Abril. Até Junho passarão para 30 euros e em Agosto sobem para 35 euros.