Festival Bons Sons já tem primeiras confirmações e aumenta para 55 o número de concertos

10015659_10152730176944517_573898548_n

Sérgio Godinho, JP Simões, Capicua,Gisela João, Memória de Peixe,Gaiteiros de Lisboa, Noiserv, BrassWiresOrchestra e Samuel Úria são os primeiros nomes avançados para a edição 2014 do Festival Bons Sons que acontece em Cem Soldos, Tomar, de 14 a 17 de Agosto.

Mas as novidades não ficam por aqui. Os 40 concertos prometidos pela organização passam agora para 55. Luís Ferreira, o director do Festival, já tinha avançado em entrevista ao Jornal NA que o programa estava “fantástico” e que a dificuldade era ter “apenas 40 bandas”.

Problema resolvido. Os primeiros nomes avançados confirmam a tese de Luís Ferreira, também cronista do NA, de que o programa está fantástico, e também que o Bons Sons manterá a posição de proa na divulgação da música portuguesa de qualidade.

Nos quatro dias do festival, de 14 a 17 Agosto, distribuídos pelos 8 palcos, juntam-se nos largos e ruas de Cem Soldos artistas consagrados com projectos emergentes, cruzam-se linguagens tradicionais e contemporâneas e celebram-se os BONS SONS. O Festival beneficia os mais rápidos com Passes de 4 Dias por apenas €20, disponíveis aos balcões da FNAC, Ticketline e CTT até ao final de Maio (limitado a 1.000 unidades).

Os Clã rompem hoje o cerco em Abrantes

cla_topo_1

Os Clã estão de volta aos discos e aos concertos, dois anos e meio após o lançamento de “Disco Voador”, pensado para um público infanto-juvenil. A banda de Manuela Azevedo e Helder Gonçalves regressa ao Cineteatro São Pedro, em Abrantes, no dia 28 de Março, hoje, às 21h30, onde serão ouvidas as músicas que fazem parte do novo disco – “Corrente”, editado no dia 24 de Março.

“Rompe o Cerco”, lançado ainda em 2013, e “A Paz Não Te Cai Bem”, o segundo single, já integram as playlist das rádios nacionais e são uma porta aberta para a nova sonoridade do grupo.

No sétimo disco da banda participam vários colaboradores como
Samuel Úria, Nuno Prata, Sérgio Godinho, Regina Guimarães e
Arnaldo Antunes. Os Clã estiveram no Cineteatro São Pedro há seis anos, aquando da apresentação do disco “Cintura”.

“Sexto Andar”, “Dançar na Corda Bamba”, “H2omem” e “Problema de Expressão” são alguns dos temas mais conhecidos do público e que farão parte do concerto em Abrantes.

Os bilhetes têm o preço de 10€ e estão à venda no Posto de
Turismo ou no Cineteatro São Pedro.

André Lopes

Entroncamento: Fim-de-semana de futebol antecipa grande festa dia 1 de Maio no Bonito

O padrinho do Torneio Tejo Cup 14 é João Vieira Pinto, ex-estrela dos relvados de Boavista, Benfica e Sporting, uma competição que tem a 1ª fase marcada para este fim-de-semana, dias 22 e 23, em Chamusca, Tomar, Fazendas de Almeirim e Santarém. A grande festa da final será no dia 1 de maio no Complexo Desportivo Municipal do Bonito, no Entroncamento.

No W Shopping em Santarém decorreu no passado dia 17 de Março a conferência de imprensa de apresentação do Torneio Tejo Cup 14, a qual contou com a presença do patrono da edição deste ano, o actualmente director da Federação Portuguesa de Futebol, João Vieira Pinto, Rui Manhoso, Vice-Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Francisco Jerónimo, Presidente da Associação de Futebol de Santarém, Pedro Ribeiro, Presidente da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo e Maria do Céu Albuquerque, Presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.

Sublinhando a importância do evento, a conferência de imprensa contou igualmente com as presenças de António Quintela, administrador da empresa Agostinhos, patrocinador do Torneio, Rui Rosa, director-geral do W Shopping, Fernando Freire, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, José Alfredo Lopes, chefe de gabinete do Presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, António Torres e Miguel Pombeiro, administradores delegados da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo e do Médio Tejo, respectivamente, Agnelo Alexandre, delegado à Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Futebol, para além de vários elementos da direcção da Associação de Futebol de Santarém.

RA

torneio AFS 1

afs2

Torres Novas: Mercado do Peixe vai tornar-se cosmopolita

Mercado do Peixe, Torres Novas
Mercado do Peixe, Torres Novas

Está situado em pleno centro histórico de Torres Novas, paredes meias com a praça mais movimentada da cidade. O mercado do Peixe há muito se tornou uma espinha atravessada na garganta dos torrejanos e dos visitantes regulares da cidade. O edifício, inaugurado em 1885, recebeu algumas actividades ao longo do período de inactivação, tendo mesmo recebido alguns concertos mas de forma muito residual.

Na Europa, alguns antigos mercados foram remodelados, reconstruídos e adaptados a novas tendências, e servem de referência turística de grandes cidades bem como local de passagem quotidiano dos residentes. Veja-se a mero título de exemplo a vizinha Espanha e o caso do Mercado de San Miguel em Madrid, no qual se encontram produtos de qualidade (fruta, marisco, pastelaria, produtos de fumeiro, etc), forte presença de restauração e no qual são frequentes espectáculos, eventos literários entre outros, numa atmosfera moderna e cosmopolita rodeada de traços antigos e originais.

Mercado San Miguel, Madrid
Mercado San Miguel, Madrid

A Câmara Municipal de Torres Novas aprovou no dia 19 de março, em reunião de câmara extraordinária privada, a adjudicação da empreitada de remodelação do antigo Mercado do Peixe e do edifício do Paço ao consórcio Eco Edifica – Ambiente e Construções, SA e Secal – Engenharia e Construções, SA, pelo valor de 185 499€, acrescidos de IVA, e com um prazo de execução de 120 dias a partir da data de consignação da obra.

“Os trabalhos visão a conversão do antigo Mercado do Peixe em edifício de cariz polivalente nas áreas culturais e lazer e consistem, de forma sucinta, em substituir toda a cobertura existente, picagem de paredes e de pavimentos, execução de alvenarias, rebocos interiores e exteriores, pinturas, serralharias, revestimentos e equipamentos, aplicação de betão para pavimento, criação de rampa para acesso de pessoas com mobilidade reduzida e reestruturação das instalações sanitárias”, informa a autarquia em nota de imprensa

VN Barquinha: Conversas Arte e Imagem

O Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha vai receber, no dia 29 de Março, as Conversas Arte e Imagem, iniciativa promovida no âmbito das actividades do Centro de Estudos de Arte Contemporânea de Vila Nova da Barquinha, projecto conjunto do Município, Instituto Politécnico de Tomar e Fundação EDP, no contexto do Parque de Escultura Contemporânea Almourol.

Vão estar presentes alguns artistas como Rui Sanches (autor da exposição Bustos e Cabeças patente na Galeria do Parque), Ângela Ferreira (autora da escultura “Rega” que integra o Parque de Escultura Contemporânea de Almourol), Manuel Botelho e João Queiroz. A moderação das conversas estará a cargo do comissário João Pinharanda e de Gabriela Vaz Pinheiro. A entrada é livre.

Programa
Manhã
10h30 – Recepção no Centro Cultural da Barquinha
11h00 – Rui Sanches e João Queiroz – moderação João Pinharanda
13h00 – Interrupção para almoço livre
Tarde
15h00 – Ângela Ferreira e Manuel Botelho – moderação de Gabriela Vaz-Pinheiro
17h00 – Pausa para o café a ser servido na Galeria do Parque
17h15 – Visita guiada à exposição de Rui Sanches pelo artista e comissário João Pinharanda
17h45 – Visita ao Parque de Escultura Contemporânea

phpThumb